quinta-feira, 27 de outubro de 2016

CORUMBÁ/MS: ESTRADA PARQUE PANTANAL


    Situada no município de Corumbá/MS, a Estrada Parque Pantanal é um expoente do turismo pantaneiro.

Nesta localidade encontram-se aproximadamente 12 (doze) equipamentos, entre pousadas e hotéis de turismo que atuam nos segmentos da pesca, turismo ecológico, de aventura e, alguns destes, conta com profissionais especializados, equipamentos e facilidades para atender as necessidades dos observadores de aves em suas viagens de “birding”.



Aproximadamente 70% dos turistas que visitam a Estrada são estrangeiros, que chegam ao local motivados pelos encantos do Pantanal Sul-mato-grossense ou, simplesmente “Pantanal Sul”, como o chamamos carinhosamente.

Diversas atividades são oferecidas pelas pousadas como passeios de barco, safaris fotográficos, pesca esportiva, em especial a da famigerada “Piranha”, bem como as saídas para observação da rica avifauna pantaneira.



São aproximadamente 600 espécies de aves que convivem no pantanal, sendo algumas delas migratórias, como é caso de algumas andorinhas, maçaricos, dentre outras. A extensão total da estrada é de 120 quilômetros, sendo que por ela passa o Rio Paraguai, maior rio da região o qual foram a Bacia do Paraguai juntamente com seus afluentes.

Dentre seus afluentes alguns são famosos como o Rio Miranda, Rio Abobral, Rio Negro, Rio Nabileque, Rio Aquidaban, Rio Taquari, Rio Negrinho, Rio Apa, dentre outros.



Em minha opinião, a Estrada Parque Pantanal é um produto imperdível para os observadores de aves que querem conhecer a avifauna do Pantanal Sul-mato-grossense. Com infraestrutura de qualidade, hotéis e pousadas com refeições inclusas, guias, piloteiros, veículos 4x4, dentre outras facilidades que podem tornar a experiência do observador ainda melhor, no que diz respeito ao conforto, qualidade e aves das mais diversas à sua disposição. 





 


  



 



 

 



sexta-feira, 30 de setembro de 2016

OBSERVANDO AVES NO PANTANAL DA NHECOLÂNDIA

Pavãozinho do Pará (Eurypyga helias)

A Nhecolândia é uma das regiões do Bioma Pantanal que se encontra em sua totalidade no Estado de Mato Grosso do Sul. Sua área é uma das maiores, sendo que, de acordo com a EMBRAPA-CENARGEN (1984), mede 23.574 Km².
Está situada em sua maior parte no município de Corumbá/MS e uma pequena parte, a leste, no município de Rio Verde do Mato Grosso/MS.

MAPA: BIOMA PANTANAL



É um ótimo local para a pratica da Observação de Aves (BirdWatching). No local se pode observar as aves através da utilização das pousadas turísticas existentes na região, as quais o principal acesso é a BR 419, que liga os municípios sul-mato-grossenses de Aquidauana e Rio Negro, o que é mais recomendado para quem quer conforto e um bom atendimento. 

Outra forma é seguir pela BR 419 de carro e ir observando as aves nas lagoas, rios e vazantes pelo caminho, o que também é um grande programa, visto que aves no Pantanal estão em todas as partes.

Martinho (Chloroceryle aenea)

Numa passarinhada de apenas um dia, saímos de Campo Grande, a Capital do Estado de Mato Grosso do Sul, no sentido ao município de Rio Negro. Duas horas depois, com direito  parada para tomar café, estávamos observando aves no Pantanal da Nhecolândia, na sua porção leste, área do município de Rio Verde do Mato Grosso/MS.

Fizemos a segunda opção, observamos as aves na estrada, parando em pontes e banhados para registrar a grande variedade existente por lá. O resultado foi este:


 







 






domingo, 11 de setembro de 2016

TERENOS/MS: DESTINO DE BIRDING ONDE AS AVES ENCANTAM


O município de Terenos/MS é um dos locais de Observação de Aves especial em Mato Grosso do Sul. A qualidade das aves que se observa por lá, dá ao destino um status de “Obrigatório” para quem deseja observar aves em nosso Estado. 

É claro que a companhia de um Guia que conhece o local pode maximizar a experiência e garantir o avistamento das espécies que vivem lá!

Uma das vantagens deste destino é que está próximo a Capital Campo Grande, sendo o ponto de observação mais distante do centro da Capital fica a pouco mais de 30 minutos de viagem e o mais perto a 10 minutos.

As espécies destaques de Terenos são os Sporophilas, como o Caboclinho, Caboclinho-de-chapéu-cinzento, Caboclinho-de-papo-branco, Caboclinho-de-barriga-vermelha, Caboclinho-branco, Caboclinho-de-papo-escuro, Patativa e o Galito.




 



Também é possível avistar o Tucano, Tuiuiú, Colhereiro, Cabeças-seca, Curicaca, gaviões (Gavião-carijó, Carrapateiro, Gavião-de-rabo-branco, dentre outros), tesouras (Tesourinha e Tesourinha-do-brejo), patos, marrecos e mergulhões (Pato-do-mato, Ananai, Marreca-cabocla, Paturi, Mergulhão-caçador, Mergulhão-pequeno, dentre outros), sanã-carijó, garças (Garça-branca-grande, Garça-branca-pequena e Garça-vaqueira), socozinho, socó-boi, andorinhas (Andorinha-do-campo, Andorinha-serradora, Andorinha-do-rio, dentre outras), canários (Canário-do-campo, Canário-da-terra e Tipio), Maçaricos (Maçarico-do-campo, Maçarico-Grande-de-perna-amarela, Maçarico-solitário, dentre outros), Seriema, Pernilongo-de-costas-brancas, Freirinha, Coleiro-do-brejo, Coleirinho, Filipe, Papa-moscas-canela, Caminheiro-zumbidor, Polícia-inglesa-do-sul, Soldadinho, Coró-coró, suiriris (Suiriri-de-garganta-branca, Suiriri-de-garganta-rajada, Suiriri, Suiriri-cavaleiro, Suiriri-cinzento e Suiriri-pequeno), Japacanim, Pia-cobra, Curió, Papagaio, Papagaio-galego, Curica, araras (Arara-canindé e Arara-vermelha), periquitos e maracanãs (Periquito-rei, Periquito-de-encontro-amarelo, Periquitão-maracanã, Maracanã-do-buriti, Maracanã-pequena, dentre outras), dentre outras espécies.