segunda-feira, 25 de março de 2013

CATURRITA - Myiopsitta monachus (Monk Parakeet)

 CATURRITA - Nome em InglêsMonk Parakeet - Nome Científico: Myiopsitta monachus

Esta é uma ave da Ordem Psittaciformes da Família dos Psitacídeos (Psittacidae). A base da alimentação dessa ave é composta por frutos, verduras, legumes, sementes de arbustos e capins, flores e brotos. É comum vê-las se alimentando em poleiros onde são colocados alimentos ou sementes.

São aves que mede aproximadamente 30 cm quando adulta e sua cor predominante é a verde que se espalha por todo dorso e cauda. Na barriga, peito, garganta e testa a cor é acinzentada. No peito, a plumagem é escamada e nas asas e cauda possuem penas longas azuladas. O bico é pequeno e alaranjado.


As caturritas são aves gregárias e não migratórias, que vivem em bandos de 15 a 20 aves, há registro de bando com mais de 100 indivíduos. Na época de reprodução decorre de julho a novembro quando, ao contrário dos demais psitacídeos, constrói seu próprio ninho com gravetos, nos galhos mais altos de diferentes tipos de árvores. Os ninhos são estruturas cilíndricas fechadas, podendo ser comunitário, ou seja, unidos aos ninhos vizinhos através das paredes externas. Outro detalhe importante é que os ninhos são usados durante todo o ano. Quando não estão no período reprodutivo, as caturritas usam-nos para dormir ou como proteção em caso de tempestades. As caturritas chegam a por 11 ovos por postura, sendo que cerca de 7 dos filhotes conseguem chegar a idade adulta. Habita principalmente nas florestas secas, de galeria, plantações e áreas urbanas, até 1000 m. No sul do Brasil, na Argentina e no Uruguai, a caturrita é considerada praga em zonas de cultivo de milho e sorgo e em pomares. Com o desaparecimento das matas onde viviam, as caturritas começaram a procurar alimento nas culturas que hoje ocupam seu habitat natural. Com alimento fácil e a extinção progressiva de seus predadores, como o gavião, a população da espécie aumentou facilmente.



Observei as aves das imagens dessa postagem na Pousada Santa Clara. Está é uma pousada pantaneira que está localizada na Estrada Parque Pantanal Sul no Município de Corumbá, Estado de Mato Grosso do Sul - Brasil. São aves comuns no local e, pela manhã, os bandos de Monk Parakeet fazem a maior algazarra buscando alimentos nas arvores e poleiros de alimentação que existem no pátio central da pousada. Esta é uma ótima opção para sua próxima viagem de observação de aves.


"A Natureza é repleta de belezas que encantam as pessoas que nela prestam atenção!" 


©Geancarlo Merighi


 Fontes das informações técnicas:
Sources of technical information:

Sites:

http://www.wikiaves.com.br/
http://pt.wikipedia.org/wiki/

Livro:

GWYNNE, J. A.; RIDGLELY, R. S.; TUDOR, G.; ARGEL, M. Aves do Brasil - Cerrado & Pantanal. Ed. Horizonte - SP - 2010.
PIVATTO, M. A. C.; ENDRIGO, E.; BERNARDON, G. Guia Fotográfico Aves do Pantanal. Aves&FotosEditora - SP - 2012.



quinta-feira, 21 de março de 2013

TUIUIU - Jabiru mycteria (Jabiru)


Nome Comum (Common name): TUIUIÚ
Nome em Inglês (Name): Jabiru
Nome Científico (Scientific Name): Jabiru mycteria
Ordem (Order): Ciconiiforme
Família (Family): Ciconiidae
































HÁBITOS ALIMENTAR
FOOD HABITS

Sua alimentação é, basicamente, composta por peixes, moluscos, répteis, insetos e até pequenos mamíferos. Também se alimenta de pescado morto, ajudando a evitar a putrefação dos peixes que morrem por falta de oxigênio nas épocas de seca.


Their food is basically made ​​up of fish, shellfish, reptiles, insects and even small mammals. Also feeds on dead fish, helping to prevent putrefaction of fish that die from lack of oxygen in times of drought.
CARACTERÍSTICAS

FEATURES
Também conhecido como jaburru, jaburu, tuim-de-papo-vermelho e cauauá é considerado a ave-símbolo do Pantanal onde é a maior ave voadora. O tuiuiú é uma ave pernalta, tem pescoço nu, preto, e, na parte inferior, o papo também nu e vermelho. A plumagem do corpo é branca e a das pernas é preta. Ele chega a ter 1,4 metros de comprimento 1,60 de altura, e pesar 8 kg. Pode chegar a quase 3 metros de envergadura. A fêmea geralmente é menor que o macho.
Also known as jaburru, jaburu, tuim-de-papo-vermelho e cauauá. The Jabiru is considered the symbol of the Pantanal bird which is the largest flying bird.  The Jabiru is a wading bird, has bare neck, black, and, at the bottom, the crop also naked and red. The body plumage is white and the legs are black. It comes to have 1.60 1.4 meters in length in height and weighing 8 kg. You can reach almost 3 meters wide. The female is generally smaller than the male.
HÁBITOS
HABITS

O habitat do jaburu são as margens dos rios, em árvores esparsas. A fêmea forma seus ninhos no alto dessas árvores com ramos secos e a ajuda do companheiro. Os ninhos são feitos em grupos de até seis, às vezes junto a garças e a outras aves. A fêmea põe de dois a cinco ovos brancos.


The habitat of the quark are the riverbanks, in sparse trees. The female form their nests on top of these trees with dead branches and help fellow. Nests are made ​​in groups of up to six, sometimes along the herons and other birds. The female lays two to five white eggs.
VOCALIZAÇÃO
VOCALIZATION




LOCAL DO REGISTRO
LOCAL REGISTRY

As aves desta postagem foram registradas, a primeira, no município de Miranda e a segunda na Estrada Parque Pantanal Sul em Corumbá, ambos no Estado de Mato Grosso do Sul – Brasil.



The birds were recorded this posting, the first in the municipality of Miranda and the second in South Pantanal Park Road in the city of Corumbá, both in the State of Mato Grosso do Sul - Brazil.



"A Natureza é repleta de belezas que encantam as pessoas que nela prestam atenção!" 
"Nature is full of beauties which delight the people who watch it!"



©Geancarlo Merighi




Fontes das informações técnicas:
Sources of technical information:

Sites:

http://www.wikiaves.com.br/
http://pt.wikipedia.org/

Livro:

GWYNNE, J. A.; RIDGLELY, R. S.; TUDOR, G.; ARGEL, M. Aves do Brasil - Cerrado & Pantanal. Ed. Horizonte - SP - 2010.
PIVATTO, M. A. C.; ENDRIGO, E.; BERNARDON, G. Guia Fotográfico Aves do Pantanal. Aves&FotosEditora - SP - 2012.

















sexta-feira, 15 de março de 2013

ARARA-AZUL-GRANDE (Anodorhynchus hyacinthinus)

NOME EM INGLÊS: HYACINTH MACAW

ORDEM: PSITTACIFORMES

FAMÍLIA: PSITTACIDAE

Esta arara se alimenta de sementes, frutos e coquinhos, possui plumagem toda azul com detalhes amarelos nos olhos e mandíbulas. É encontrada facilmente no Pantanal Sul-mato-grossense, em especial, na Estrada Parque Pantanal Sul - Corumbá/MS, onde fiz a imagem desta postagem. É possível encontrá-la também nas regiões de entorno do Pantanal, em especial nas zonas rurais onde o alimento ainda é abundante. 

GEANCARLO MERIGHI