quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

SAÍ-AZUL (Dacnis cayana)




NOME EM INGLÊS: BLUE DACNIS

ORDEM: PASSERIFORMES

FAMÍLIA: THRAUPIDAE


Avistei e registrei em Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil.


GEANCARLO MERIGHI

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

TUIM - Forpus xanthopterygius (Blue-winged Parrotlet)

TUIM - Nome em Inglês: Blue-winged Parrotlet - Nome Científico: Forpus xanthopterygius

O Tuim é uma ave da Ordem dos  Psittaciformes da Família dos Psitacídeos (Psittacidae). São ave que se alimentam de sementes de grama e plantas herbáceas, bagas, frutos, brotos e, provavelmente, flores. 

Dos papagaios e periquitos brasileiros é o de tamanho menor, possuindo seu corpo todo de coloração verde que escurece nas costas. Mede aproximadamente 12 cm e chega a pesar em média 26 gramas. O macho é verde com uma grande área azul na asa e no baixo dorso. A fêmea é totalmente verde, ligeiramente mais pálido e mais amarelado nas partes ventrais. Bico é pequeno e de cor de marfim com cinza na base da mandíbula superior. Possui íris marrom escuro e patas cinza.



Ocorre no nordeste, leste e sul do Brasil até o Paraguai e Bolívia; também no alto Amazonas até o Peru e Colômbia. Vivem em bandos de até 20 tuins e sempre que pousam, se agrupam em casais. Habitam as bordas das mata ribeirinha, mata seca e cerradões. Muito ativos, deslocam-se por grandes áreas, sempre com gritos de contato. Os chamados são agudos, em tons mais baixos do que os do periquito, além de serem mais curtos.


Aviste estas três aves em uma passarinhada que fizemos no Centro de Educação Ambiental Odilza Bittar - CEA Imbirussu em Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil. Participaram desta passarinhada os membro do Clube de Observadores de Aves de Campo Grande - COACGR.


"A Natureza é repleta de belezas que encantam as pessoas que nela prestam atenção!" 


©Geancarlo Merighi



Fontes das informações técnicas:

Sites:

http://pt.wikipedia.org (Acesso em  28/01/2013)
http://www.wikiaves.com.br (Acesso em  28/01/2013)



domingo, 27 de janeiro de 2013

FRANGO-D'ÁGUA-AZUL - Porphyrio martinica (Purple Gallinule)




Ave da Ordem dos Gruiformes da Família dos Ralídeos (Rallidae). Estas aves habitam regiões pantanosas, margens de rios, lagos, lagoas em especial onde haja vegetação. Alimenta-se de folhas, sementes ou flores, pequenos vertebrados e, ocasionalmente, de ovos e aves pequenas. Avistei esta ave em diversos locais em Campo Grande-MS, sendo a primeira imagem feita na Lagoa Itatiaia e a segunda em uma lagoa no Bairro Jardim Seminário.

Ouça a vocalização desta ave:




Geancarlo Merighi


sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

JAÇANÃ - Jacana jacana (Wattled Jacana)

JAÇANÃ - Nome em InglêsWattled Jacana - Nome Científico: Jacana jacana

 Esta é uma espécie da Ordem charadriiforme, da família dos Jacanidae. Que são aves aquáticas que ocorrem desde a América até a África e a Ásia. Tais aves medem cerca de 23 centímetros de comprimento, possuindo plumagem negra com manto castanho, bico amarelo com escudo frontal vermelho, rêmiges verde-amareladas, encontro com um afiado esporão vermelho. São pernaltas, com dedos longos e abertos, adaptados à locomoção sobre plantas aquáticas. Em certos lugares da África e da Austrália, as espécies de jaçanã são conhecidas como “Jesus bird”, porque parecem andar em cima da água!

 Também são conhecidas pelos nomes de aguapeaçocacafezinhocasaca-de-couroferrãojapiaçójapiaçocamarrequinhamenininho-do-banhadonhaçanãnhançanãnhanjaçanãpiaçópiaçoca e pia-sol.


Alimenta-se de insetos e invertebrados que encontra abaixo das plantas aquáticas e também de grãos. Esta ave vive aos casais e a fêmea é um pouco maior que o macho. Quando nidificam, chegam a colocar até 4 ovos sendo papel dos machos tomar conta dos ninhos e dos filhotes.


Fiz estas imagens em Campo Grande-MS em uma lagoa próxima à Universidade Católica em uma área semi-urbanizada.

"A Natureza é repleta de belezas que encantam as pessoas que nela prestam atenção!" 


©Geancarlo Merighi



Fontes das informações técnicas:

Sites:

http://pt.wikipedia.org (Acesso em  25/01/2013)
http://www.wikiaves.com.br (Acesso em  25/01/2013)

GRALHA-DO-CAMPO (Cyanocorax cristatellus)


NOME EM INGLÊS: CURL-CRESTED JAY

ORDEM: PASSERIFORMES

FAMÍLIA: CORVIDAE

Registrei esta espécie em alguns locais de Campo Grande-MS. A imagem desta postagem foi feita num bairro chamado Chácara dos Poderes, um local de pequenas propriedades onde existe uma vasta área de Cerrado conservada.

Ouça a vocalização desta ave:


GEANCARLO MERIGHI

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

TICO-TICO-DO-CAMPO - Ammodramus humeralis (Grassland Sparrow)


NOME EM INGLÊS: GRASSLAND SPARROW

ORDEM: PASSERIFORMES

FAMÍLIA: PASSERELLIDAE


Avistei esta ave em Bonito - Mato Grosso do Sul!


Ouça a vocalização do Tico-tico-do-campo:



GEANCARLO MERIGHI



segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

FALCÃO-DE-COLEIRA - Falco femoralis (Aplomado Falcon)

FALCÃO-DE-COLEIRA - Nome Científico: Falco femoralis - Nome em Inglês: Aplomado Falcon


Esta é uma ave da Ordem falconiforme da família Falconidae. Também conhecido como cauré, gavião-de-coleira e gavião-pombo. É um falcão campestre com ampla distribuição nas Américas, em ecossistemas abertos, os quais favorece. Sua área de distribuição histórica vai da Patagônia ao Texas - na qual só está ausente da Bacia Amazônica - havendo, no entanto, desaparecido do território dos EUA durante a década de 1950, fazendo-se atualmente esforços para a sua reintrodução neste país mediante a liberação na natureza de exemplares criados em cativeiro.

Medindo aproximados 36 cm, esta espécie possui asas longas e pontiagudas e desloca-se rapidamente, em linha reta, através de voo batido, embora aproveite também as correntes de ar quente para ascensão. Possui dorso cinza-escuro e largas faixas supra-oculares brancas ligando-se na nuca. Na asa aberta nota-se orla posterior nitidamente esbranquiçada, secundárias com larga ponta branca, o que é bem pronunciado em voo. Tem o hábito de pousar em árvores diante das queimadas, para assim localizar presas que estejam fugindo do fogo.



Sua alimentação é a base de pequenos animais e insetos capturando inclusive serpentes peçonhentas. Além destes animais, pesca pequenos peixes. Apesar de "peneirar", caça mais comumente próximo ao solo, apanhando suas presas tanto no ar quanto em terra. Gosta de frequentar áreas de queimadas em busca de animais fugindo do fogo. 

No período de nidificação a fêmea põe 2 ou 3 ovos, raramente 4, em um ninho de gravetos, construído pelo casal, no alto de uma árvore. Os ovos, brancos ou branco-avermelhados e manchados de pardo, normalmente vermelho-pardos, medem 40-48 x 31-36 mm. O casal incuba os ovos e cuida dos filhotes. Assim como outros falcões, costuma ser monogâmico e o casal passa boa parte do tempo unido. Possuem território reprodutivo fixo e costumam fazer o ninho no mesmo local ano após ano. 


Avistei esta ave a beira de uma estrada vicinal em Campo Grande, Mato Grosso do Sul na região conhecida como Aguão. Ele estava em uma arvore a beira da estrada, onde também se encontrava pousado um Gavião-Carrapateiro (Milvago chimachima).


"A Natureza é repleta de belezas que encantam as pessoas que nela prestam atenção!" 


©Geancarlo Merighi



Fontes das informações técnicas:

Sites:

http://pt.wikipedia.org (Acesso em  23/01/2013)
http://www.wikiaves.com.br (Acesso em  23/01/2013)
http://ambientes.ambientebrasil.com.br  (Acesso em  23/01/2013)


domingo, 20 de janeiro de 2013

NEINEI (Megarynchus pitangua)


NOME EM INGLÊS: BOAT-BILLED FLYCATCHER

ORDEM: PASSERIFORMES

FAMÍLIA: TYRANNIDAE

Esta espécie pode ser considerada comum em Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil. Facilmente confundida com o Bem-te-vi (Pitangus sulphuratus) tem uma vocalização que é um 'neineineineinei...". Registrei esta espécie no Parque das Nações Indígenas em Campo Grande/MS.

GEANCARLO MERIGHI


NOIVINHA-BRANCA - Xolmis velatus (White-rumped Monjita)


NOIVINHA-BRANCA - Nome Científico: Xolmis velatus - Nome em Inglês: White-rumped Monjita


Xolmis velatus é uma ave da Ordem Passeriforme da Família dos Tiranídeos (Tyrannidae). É também conhecida com outros nomes populares de acordo com a região, como, lavadeira, lavadeira-grande, lavandeira (Maranhão), noivinha (Pernambuco) e pombinha-das-almas.

Esta espécia chega a medir aproximadamente 20 centímetros, possui a cabeça esbranquiçada, uropígio e coberteiras superiores da cauda brancas, também a base da cauda. Alimenta-se de insetos capturados em vôos curtos, retornando em seguida ao poleiro, mas também consome pequenos frutos.



Observei e registrei esta ave em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, em uma região do município denominada Aguão. Foi bem interessante, pois avistei ela à beira da estrada de terra que liga diversas fazendas de criação de gado e, durante uns 5 km ela foi seguindo o veículo que eu estava e pude fazer diversas fotografias dela pelo percurso. A segunda imagem da postagem foi a primeira que fiz dela e a primeira foi durante o percurso.

"A Natureza é repleta de belezas que encantam as pessoas que nela prestam atenção!" 


©Geancarlo Merighi



Fontes das informações técnicas:

Sites:

http://pt.wikipedia.org (Acesso em  20/01/2013)
http://www.wikiaves.com.br (Acesso em  20/01/2013)


BIGODINHO (Sporophila lineola)


NOME EM INGLÊS: LINED SEEDEATER

ORDEM: PASSERIFORMES

FAMÍLIA: THRAUPIDAE


Registrei este macho no Centro de Educação Ambiental Imbirussu em Campo Grande-MS, ele estava uma arvore a beira do Córrego Imbirussu vocalizando. Outro detalhe importante, após mais de 20 dias que fiz o registro, voltei ao local e o aviste no mesmo galho.Ouça a vocalização desta ave:



GEANCARLO MERIGHI


sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

PÉ-VERMELHO (Amazonetta brasiliensis)


NOME EM INGLÊS: BRAZILIAN TEAL

ORDEM: ANSERIFORMES

FAMÍLIA: ANATIDAE

Registrei este casal de Pé-vermelho em uma das lagoas existentes na Região da Lagoa Nova em Campo Grande – Mato Grosso do Sul – Brasil. O mancho é o de bico vermelho, porém, o que mais chama atenção nesta espécie é o verde-esmeralda em contraste com o preto e o branco que possui no interior de suas asas. Estas cores são pouco visíveis quando ela está pousada ou nadando, porém, em voo o colorido aparece bem e é uma de suas características mais belas.

GEANCARLO MERIGHI

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

GARÇA-MOURA - Ardea cocoi (Cocoi Heron)

GARÇA-MOURA - Nome Científico: Ardea cocoi - Nome em Inglês: Cocoi Heron


A Garça-moura é uma ave da ordem Pelecaniformes, família Ardeidae (Ardeídeos). Medindo aproximados 125 cm de altura e 180 cm de envergadura é a maior garça do Brasil. Sua face é de cor preta com o loro (região entre os olhos e bico) azul-claro. Corpo coberto com penas azuis acinzentadas e com manchas pretas no pescoço e abdômen.  Sua patas são preta e bico amarelo.

Também conhecida como maguari, socó-de-penacho, baguari, margoari (Amazônia), garça-parda (Rio Grande do Sul), socó-grande e joão-grande. Alimenta-se de  peixes, rãs, pererecas, caranguejos, moluscos e pequenos répteis. Esta garça consegue captura presas de lugares mais fundos, os quais outras garças não conseguem alcançar.



Vive solitária fora do período reprodutivo, quando reúne-se nos ninhais; no entanto, mesmo nesse período, a maioria mantém-se isolada durante deslocamentos para alimentação. Voa em linha reta, com lentas batidas ritmadas de asas. Sua voz e um fortíssimo “rrab (rrab rrab)”, baixo e profundo (clique aqui para ouvir a vocalização desta ave).



Está presente em todo o Brasil, mas também pode ser encontrado também do Panamá ao Chile, Argentina, e nas Ilhas Malvinas. Ficam na beira de lagos de água doce, rios, estuários, manguezais e alagados. Geralmente solitário e desconfiado exceto no período reprodutivo, ou seja, fica em grupos na maior parte do ano por que na maior parte do ano está em reprodução (de janeiro a outubro). .Possui um longo período de nidificação que vai de janeiro a outubro. Nidifica em plataformas de galhos, em ninhais que geralmente ficam na parte superior e exterior das árvores mais altas, ao lado de outras aves aquáticas.Nascem de 3 a 4 filhotes que são chocados e cuidados pelo casal.



Avistei esta ave em um lagoa a beira da BR 262 em Miranda/MS, região de confluencia entre os biomas Cerrado e Pantanal. No sentido Miranda-Anastácio a lagoa fica à direita da pista e deve ter em média uns 2 hectares de espelho d'água o que propicia, como foi possível avistar, um grande número de aves que se valem desse ambiente para se alimentar.

"A Natureza é repleta de belezas que encantam as pessoas que nela prestam atenção!" 


©Geancarlo Merighi



Fontes das informações técnicas:

Sites:

http://pt.wikipedia.org (Acesso em  17/01/2013)
http://www.wikiaves.com.br (Acesso em  17/01/2013)


sábado, 12 de janeiro de 2013

JURITI-PUPU - Leptotila verreauxi (White-tipped Dove)

JURITI-PUPU - Nome em Inglês: White-tipped Dove - Nome Científico: Leptotila verreauxi

 A Juriti-pupu é uma ave columbiforme da família Columbidae. Recebe o nome de "pu pu" devido a seu canto onde ela enche o papa de ar e solta fazendo o som do puuuu! (Clique aqui e veja um vídeo que apresenta uma Juriti-pupu cantando)

Esta ave mede aproximadamente 28 cm de comprimento e pesa cerca de 150 gramas. O macho possui pontas das retrizes laterais e abdome esbranquiçados, face dorsal do pescoço verde-cobre e coroa cinza-claro, ventre violeta-claro e dorso cinza-pardacento. A fêmea é mais clara que o macho. A íris é vermelha. 



É granívora e frugívora, pois come grãos, sementes, frutas e vegetais. É residente do sul do Texas, nos Estados UnidosMéxico e América Central, até o oeste do Peru e Argentina central. Também nidifica nas ilhas ao norte da América do Sul, incluindo Trinidad e Tobago e Antilhas Holandesas.

Avistei esta ave no Parque das Nações Indígenas em Campo Grande-MS em uma arvore na mata ciliar do Córrego Prosa.

"A Natureza é repleta de belezas que encantam as pessoas que nela prestam atenção!" 


©Geancarlo Merighi



Fontes das informações técnicas:

Sites:

http://pt.wikipedia.org (Acesso em  12/01/2013)
http://www.wikiaves.com.br (Acesso em  12/01/2013)
http://www.youtube.com/watch?v=jhpberyLVgo